Autor

Por: p2b Comunicação e Marketing em 24/05/2018

E-mail Facebook Twitter Linkedin Google +

Quais são as diferenças entre Inbound e Outbound marketing?

Em tempos digitais, o outbound vem perdendo espaço para o inbound — mas isso não significa que ele está morto. Continue e leitura e entenda melhor os dois conceitos, diferenças e como se complementam.


No processo de qualquer estratégia de marketing, é natural que surja a seguinte dúvida: entre inbound e outbound marketing, qual é o melhor método para apostar? A dificuldade para encontrar a resposta talvez esteja no fato de que, apesar de diferentes, os dois caminhos são válidos e complementares dependendo dos objetivos da estratégia.

Com o desenvolvimento dos meios digitais, o outbound vem perdendo espaço para o inbound — mas isso não significa que ele está morto. O outbound é aquele tipo de marketing tradicional, com o qual estamos acostumados. São, por exemplo, os anúncios nas grandes mídias, materiais impressos e as vendas um tanto invasivas.

O inbound, por sua vez, tem foco em técnicas que atraem os consumidores por meio de um conteúdo de qualidade para uma determinada audiência. É mais sutil e representa um processo de compra mais confortável para o cliente, uma vez que o lead tomará uma decisão por conta própria.

Neste texto, vamos destacar as particularidades sobre inbound e outbound marketing. Você entenderá melhor os dois conceitos, as diferenças entre eles e também como podem ser complementares. Acompanhe!

Inbound marketing

A partir da liberdade proporcionada pela internet, um espaço no qual os usuários têm o poder de decidir onde navegam e o que consomem, nasce o inbound marketing. Em linhas gerais, trata-se de um conjunto de ações que busca atrair clientes por meio da produção de conteúdos de valor que levam um visitante a comprar um produto.

A metodologia faz sucesso porque não importuna um possível consumidor. A ideia é conquistá-lo por meio de materiais que ele busca na internet. Assim, uma relação é estabelecida e o processo de vendas acontece de forma natural, sem ser invasivo. O inbound pode ser definido em quatro etapas:

  • atrair — por meio de conteúdos relevantes;
  • converter — com materiais ricos, como um e-book, gerando leads;
  • fechar — nutrindo esses leads e oferecendo uma solução;
  • encantar — após a compra, a ideia é criar relacionamentos e fidelizar.

Durante a estratégia de inbound marketing, é possível utilizar diversas ferramentas e técnicas. Entre elas, podemos destacar:

Definitivamente, uma estratégia contínua e consistente de inbound pode trazer excelentes resultados para uma empresa.

Outbound marketing

Mais conhecido do público, o outbound é uma estratégia utilizada em campanhas na mídia impressa, no rádio e TV, em ações de telemarketing, distribuição de folhetos, etc. Em muitos casos, esse tipo de marketing não é bem aceito entre os consumidores, pois pode soar intrusivo. Por isso, precisou se renovar.

Mas se engana quem acha que o outbound está morto. Afinal, as pessoas continuam a consumir produtos que veem na TV e em outdoors, certo? Para chamar a atenção do público, no entanto, é preciso ter criatividade e buscar sempre uma conexão com os potenciais consumidores.

Nesse contexto, vale dizer que também existem diversas possibilidades de trabalhar o outbound no digital. Ele está sempre presente, por exemplo, em anúncios virtuais por meio de plataformas como Google Adwords e Facebook Ads, que são ótimas para promover um produto ou até mesmo um conteúdo.

Diferenças entre inbound e outbound marketing

Os dois modelos são focados em diferentes tipos de ações. Enquanto o inbound trabalha para conquistar a atenção dos clientes de forma espontânea e orgânica, o outbound é o lado mais agressivo do marketing, voltado para impactar e fazer a venda acontecer diretamente, sem rodeios.

No caso do inbound, é possível gastar menos e obter bons resultados a médio prazo. Já no outbound são investidos mais recursos e os resultados tendem a acontecer no curto prazo. Para ficar ainda mais claro, apontaremos as diferenças por meio de um quadro comparativo.

Inbound

  • a comunicação é feita de forma indireta, mais subliminar;
  • existe maior interação e diálogo com o potencial consumidor;
  • o investimento é mais baixo e acessível para empresas menores;
  • tem o poder de engajar, pois conteúdos relevantes são atraentes;
  • é possível acompanhar resultados em tempo real, principalmente pela facilidade de acesso a ferramentas de mensuração.

Outbound

  • a comunicação é realizada de forma bastante direta;
  • a estratégia é voltada para atingir um grande número de pessoas;
  • a velocidade do Retorno sobre o Investimento (ROI) é mais alta;
  • os resultados são conquistados mais rapidamente.

Situações em que inbound e outbound marketing se complementam

Apesar dessas diferenças evidentes, é possível unir as duas metodologias e conquistar ótimos resultados a partir dessa integração.

Em uma situação de novos negócios ou de lançamento de um produto de massa, por exemplo, é preciso muita divulgação, certo? Como o inbound traz mais resultados a médio prazo e demora a aparecer bem posicionado no Google, o outbound surge como uma boa alternativa para conquistar novos clientes e consumidores. Os anúncios farão com que as respostas sejam mais rápidas nesse momento inicial.

Para dar outro exemplo, pense em eventos. Eles são ótimos para integrar o online e o offline. Nesses encontros é bem comum a oportunidade de cadastrar participantes, se a sua empresa estiver participando. Em vez de só anotar em planilhas ou blocos, utilize uma página de captura em seu notebook ou tablet. Assim, você saberá exatamente quantos leads foram obtidos e poderá relacioná-los com os demais da sua base, criando, por exemplo, fluxos de automação após o evento.

Tudo indica que o inbound marketing veio para ficar, mas o outbound também continuará presente nas estratégias de divulgação ou promoção de uma marca, produto ou serviço. Uma vez que o consumidor ainda está assimilando a realidade do inbound, o ideal é mesclar as duas metodologias em suas ações, com aplicações táticas criativas e inteligentes.

Como vimos, existem diversas possibilidades para aplicar estratégias de inbound e outbound marketing de forma complementar em sua empresa, e otimizar os resultados como um todo. É preciso avaliar os objetivos e as metas da organização e trabalhar ações bem alinhadas para cada tipo de marketing.

Na sua empresa, quais estratégias vêm sendo utilizadas? Você já trabalha com inbound marketing em seu dia a dia ou investe somente em outbound? De qualquer forma, independentemente da sua resposta, é essencial que você continue se atualizando a respeito desse assunto. Por isso, não deixe de seguir as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram e no LinkedIn!

LEIA TAMBÉM

Branding digital: o que é e como fazer a gestão da marca na internet?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 21/08/2018

Quais são os tipos de serviços digitais que uma agência oferece?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 07/08/2018

6 estratégias de marketing digital para tornar as PMEs mais competitivas

Por: p2b Comunicação e Marketing em 03/08/2018

3 erros que te distanciam dos bons resultados com o Inbound Marketing

Por: p2b Comunicação e Marketing em 23/07/2018

Como uma agência ajuda a agregar valor ao seu produto ou serviço?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 05/07/2018

Saiba quais são os tipos de agência que combinam com a sua empresa

Por: p2b Comunicação e Marketing em 18/06/2018

Afinal, o que é SEO e por onde começar uma estratégia?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 05/06/2018

O que não pode ser divulgado nos anúncios no Google?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 29/05/2018

Agência de marketing digital ou uma equipe interna: o que é melhor?

Por: p2b Comunicação e Marketing em 18/05/2018

Descubra de vez o que é uma persona e para que serve

Por: p2b Comunicação e Marketing em 10/05/2018